Palavra Chave:


Conheça mais
    Faça sua reclamação
    Direitos de Família
    Direito Penal
    Direito Civil
    Direito Trabalhista
    Direito do Consumidor
    Direito Previdenciário
    Polícia
    Política
    Direito Procesual Civil
    Direito Previdenciário
    Direito Processual Penal
    Sua Saúde
    Noticias
    QUEM SOMOS
Arquivos
    Publicações
    Petições


RECLAMAÇÕES DOS INTERNAUTAS
Comigo aconteceu situação semelhante quando tentava embarcar no aeroporto de congonhas em São Paulo no dia 25/10/2007....
Coluna do Leitor – Opinião de Leitores da Gazeta do Povo
Se já não bastassem os mensalões do DEM, PSDB e PT, se já não bastassem as corrupções geradas por atos de José Dirceu,...
veja mais

 
28/11/2012 - 10:03 - Sim, podemos cantar hinos

Gazeta do Povo - 15-11-2012

http://www.gazetadopovo.com.br/opiniao/conteudo.phtml?tl=1&id=1318493&tit=Sim-podemos-cantar-hinos

Sim, podemos cantar hinos

Debate sobre a execução de hinos nas escolas paranaenses chama atenção para os maus-tratos que impomos à vida pública. Subestimar o coletivo e o sentido de pertença é ignorar a parte que nos cabe na salvaguarda da nação

Certa feita, o cantor e compositor Caetano Veloso declarou ensinar a um de seus filhos o Hino Nacional, palavra por palavra, frase por frase. A imagem, algo bela, tomou muitos de assalto. Ora, justo o Caetano, que foi perseguido e exilado, rendendo-se a um ato cívico que acabou relacionado a dois capítulos cinzentos da vida brasileira – a longa ditadura Vargas e a ditadura militar. O hino é a trilha sonora desses dois períodos e a bandeira hasteada, a sua paisagem, à revelia do rastro de dor que deixaram.

Caetano não via problemas – cantar a letra de Joaquim Osório Duque Estrada lhe parecia a melhor maneira de apresentar a uma criança a ideia de nação, sem a qual sua formação seria incompleta, faltando-lhe o sentimento de pertença, de comunidade, de viver junto. Não por menos, questões apontadas como os maiores desafios desse ensimesmado século 21.

Grosso modo, o artista falava de civismo, e essa é a questão que nos dói os calos e nos inflama os brios. Orgulhar-se do quê, afinal? Dizer que não há motivos para estufar o peito para cantar em coro frases obscuras vindas do século 19 costuma ser a desculpa. E um solene senso comum.

Ao lado de amor, liberdade e solidariedade, entre outras, a palavra “civismo” está gasta à exaustão, a exemplo do que diz o formalista russo Victor Shklovsky. Difícil tirar-lhe a palidez, em especial por estar associada a gestos mecânicos e inflamados, ao quais se convencionou chamar de ufanismo, palavra com poder demiúrgico de tirar o conde Afonso Celso da tumba.

A crítica a esse discurso tolo e perigoso, necessária, acabou por se tornar tão autoritária quanto aquilo que combate. Mal não faria baixar a guarda e admitir que a vida cívica e suas liturgias não são nenhum pecado mortal ou xingamento à santa mãezinha. Richard Sennett, em seu admirável livro O declínio do homem público, deslinda a grande enrascada em que nos metemos ao supervalorizar o privado e o subjetivo, deixando estar o compromisso com a vida coletiva. O mundo grego, do qual descendemos, entendia que somente em público homens e mulheres são inteligência, performance e cidadãos em absoluto. Em alguma medida, ao longo dos séculos, refinou-se a necessidade do social, inclusive como baliza da vida interior. São panos para manga.

O canto do hino diante da bandeira, sabe-se, não tem o poder supremo de devolver sentido à palavra sociedade – e o que ela implica –, mas pode, sim, ser uma das embreagens para chegar lá. Foi o que defenderam educadores escutados pela Gazeta do Povo, há alguns dias, em reportagem sobre a execução do Hino do Paraná nas escolas estaduais. A política de incentivo da Secretaria de Estado da Educação – ancorada na Lei 14.257, de 2003 – causou estranheza. É como se de repente, em meio a uma pá de problemas, alguém decidisse gastar energia com os canteiros de flor ao redor do muro.

Pois se o canto do hino não for mais que um detalhe na rotina escolar, ainda assim pode colaborar para lembrar que se trata de um espaço público. E no espaço público se exercita a mais suprema das virtudes revolucionárias, se assim o quiserem: a igualdade. Lembra-se ali de que pisamos o mesmo território, que ele tem uma história, que somos responsáveis por ele, que vamos deixá-lo em herança a alguém. Em miúdos, o canto dos hinos – o brasileiro e paranaense – pode, sim, ser prática inspiradora, coletiva, um ritual de tomada de posse de um lugar que nos pertence, e do qual precisamos cuidar. Não é tudo. Mas não é nada.

Ademais, tomara que com os hinos – se as escolas assim o quiserem, que fique lavrado – voltem as aulas de canto, tirando proveito do que trazem como ganho secundário. É notável o que fazem os ingleses. Também via práticas cívicas descobrem talentos do canto, dança, teatro e literatura nas escolas públicas. Não causa espanto que a cultura corresponda a 7% do PIB britânico e o país tenha se tornado a meca mundial da arte. É outro assunto, mas acima de tudo é civismo. É disso que se está falando.

Inserida por: Dr. Espirito Santo fonte:  Gazeta do Povo
Imprimir   enviar para um amigo
voltar  
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS QUE FORAM PREJUDICADOS EM SEUS DIREITOS DE CONSUMIDORES– EM 04 DE ABRIL DE 2018
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS QUE FORAM PREJUDICADOS EM SEUS DIREITOS DE CONSUMIDORES– EM 04 DE ABRIL DE 2018 -01- Assunto: Reclamação via SITE RECLAMANDO de Natalia Nascimento Clemente Data: 30.01.2018 18:38 De: Para:
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS QUE COMPRARAM PELA INTERNET E FORAM PREJUDICADOS – RESPONDIDAS EM: 03/03/2018
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS QUE COMPRARAM PELA INTERNET E FORAM PREJUDICADOS – RESPONDIDAS EM: 03/03/2018 -01-Assunto: Reclamação via SITE RECLAMANDO de CARLA C. FRETESCHI do NASCIMENTO Data: 14.02.2018 14:06 De: Para:
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS QUE FORAM PREJUDICADOS EM SEUS DIREITOS DE CONSUMIDORES– EM 15 DE JANEIRO DE 2018
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS QUE FORAM PREJUDICADOS EM SEUS DIREITOS DE CONSUMIDORES– EM 15 DE JANEIRO DE 2018 -01- Assunto: Reclamação via SITE RECLAMANDO de Lauriana Cristina Data: 02.01.2018 15:41 De: Para:
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS QUE FORAM PREJUDICADOS EM SEUS DIREITOS DE CONSUMIDORES– EM 27 DE DEZEMBRO DE 2017
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS QUE FORAM PREJUDICADOS EM SEUS DIREITOS DE CONSUMIDORES– EM 27 DE DEZEMBRO DE 2017 -01- Assunto: Reclamação via SITE RECLAMANDO de Gean Anderson Silva Data: 02.11.2017 14:48 De: Para:
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS QUE FORAM PREJUDICADOS EM SEUS DIREITOS DE CONSUMIDORES– 29 DE OUTUBRO DE 2017
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS QUE FORAM PREJUDICADOS EM SEUS DIREITOS DE CONSUMIDORES– 29 DE OUTUBRO MDE 2017 -01- Assunto: Reclamação via SITE RECLAMANDO de Sahira Branco Data: 26.10.2017 14:18 De: Para:
RECLAMAÇÃO DE EDIVALDO ROCHA
POR FAVOR DR, JOSÉ DO ESPIRITO SANTO, COMO CONSIGO ESSA APÓLICE, ATENCIOSAMENTE, EDIVALDO SILVA ROCHA. E edivaldo.rocha@bol.com.br Responder| dom 08/10, 18:46 Você BOA NOITE PESSOAL DA Checozzi & Advogados Associados! MEU NOME É EDIVALD
RECLAMAÇÃO DE EDIVALDO ROCHA
POR FAVOR DR, JOSÉ DO ESPIRITO SANTO, COMO CONSIGO ESSA APÓLICE, ATENCIOSAMENTE, EDIVALDO SILVA ROCHA. E edivaldo.rocha@bol.com.br Responder| dom 08/10, 18:46 Você BOA NOITE PESSOAL DA Checozzi & Advogados Associados! MEU NOME É EDIVALD
Reclamação contra Revista Abril - Revista Princesa
De : Lurdes Bueno Data: 24/09/2017 17:47 (GMT-03:00) Para: espirito_santo1943@hotmail.com Assunto: Revista abril Sou assinante da revista princesas a anos da editora abril..sempre fiz várias reclamações porqu
RECLAMAÇÃO E ELOGIO DE CONSUMIDOR
Levei à Refrigeração França, foto acima, um bebedouro elétrico marca Beliere, modelo Juninho para substituir uma das torneiras. O aparelho voltou com vazamento. Levei de volta para resolver o problema, mas o vazamento continuava. O diagnóstico técnico fo
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS QUE FORAM PREJUDICADOS EM SEUS DIREITOS DE CONSUMIDORES– EM 19 DE AGOSTO DE 2017
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS QUE FORAM PREJUDICADOS EM SEUS DIREITOS DE CONSUMIDORES– EM 19 DE AGOSTO DE 2017 -01- Nome Completo: Andreia Borges E-mail: andreia-borges-2012@Hotmail. com Cidade: São Paulo Estado: SP Conheceu: Não conheço só comprei a

Total de Resultados: 14187

Mostrando a página 1 de um total de 1419 páginas

12345678910PróximoFinal

  Cadastre seu email e receba as novidades do reclamando.com.br
Cadastrar | Remover