Palavra Chave:


Conheça mais
    Faça sua reclamação
    Direitos de Família
    Direito Penal
    Direito Civil
    Direito Trabalhista
    Direito do Consumidor
    Direito Previdenciário
    Polícia
    Política
    Direito Procesual Civil
    Direito Previdenciário
    Direito Processual Penal
    Sua Saúde
    Noticias
    QUEM SOMOS
Arquivos
    Publicações
    Petições


CARTAS – Opinião de Leitores da Folha de Londrina
Um país que nos orgulha por ser campeão em diversas modalidades esportivas agora se tornou também campeão em sem...
A ilusão do “direito à destruição”
Tal leniência, aliada a uma deformada teorização pseudointelectual sobre a legitimidade dos meios violentos, parece...
veja mais

 
20/06/2013 - 14:39 - SP e Rio revogam alta nas passagens

Gazeta do Povo - 20-06-2013

http://www.gazetadopovo.com.br/vidaecidadania/conteudo.phtml?tl=1&id=1383655&tit=SP-e-Rio-revogam-alta-nas-passagens

Daniel Teixeira/ Estadão Conteúdo

Daniel Teixeira/ Estadão Conteúdo / Um grupo foi à Avenida Paulista, ontem à noite, para comemorar a redução da passagem de ônibus, trens e metrô: “Se o povo conseguiu isso, consegue muito mais”, disse um dos ativistas Um grupo foi à Avenida Paulista, ontem à noite, para comemorar a redução da passagem de ônibus, trens e metrô: “Se o povo conseguiu isso, consegue muito mais”, disse um dos ativistas

REVOLTA DA TARIFA

SP e Rio revogam alta nas passagens

Em anúncio conjunto, governantes assumem “grande sacrifício” para atender ao pedido dos manifestantes. Atos marcados para hoje vão festejar vitória

Após 14 dias de protesto nas ruas, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), e os prefeitos de São Paulo, Fernando Haddad (PT), e do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PMDB), cederam à pressão popular e anunciaram a revogação do aumento de tarifas de ônibus, trens e metrô, que entraram em vigor no início do mês, seguindo o exemplo de outras capitais que reduziram o preço da passagem ainda na terça-feira. Na capital paulista, a tarifa – atualmente em R$   3,20 – voltará a R$   3 na próxima segunda-feira. No Rio, a passagem dos ônibus voltará a custar R$   2,75 (R$   0,20 a menos).

Apesar dos anúncios da redução, os líderes do Movimento Passe Livre (MPL) mantiveram os atos previsto para hoje nas duas cidades, mas destacaram que o protesto deverá ser pacífico e de celebração. Considerando ainda diversas motivações – do combate à corrupção até as queixas quanto ao uso de dinheiro público em estádios da Copa –, haverá manifestações em pelo menos dez capitais (incluindo Curitiba) e Brasília.

Mauricio Camargo / Brazil Photo Press/ Folhapress

Mauricio Camargo / Brazil Photo Press/ Folhapress / Geraldo Alckmin, governador de São Paulo, ao lado do prefeito paulistano Fernando Haddad Ampliar imagem

Geraldo Alckmin, governador de São Paulo, ao lado do prefeito paulistano Fernando Haddad

Prefeito de Curitiba diz que valor não baixa, por enquanto

Diego Ribeiro e Katia Brembatti

Na contramão das demais capitais, o prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT), afirmou que o valor da tarifa de ônibus não deve baixar por enquanto. Ele disse que aguarda os pareceres das comissões de fiscalização e de auditoria que estudam a composição da tarifa técnica antes de tomar qualquer decisão. Fruet recebeu ontem representantes do movimento Frente de Luta pelo Transporte de Curitiba. Eles pediram a redução da passagem para R$   2,60 nos dias de semana e R$   1 aos domingos, valores anteriores ao reajuste de março deste ano.

Segundo o ativista André Machado, a expectativa do movimento é que Fruet baixe a tarifa logo. “Se o prefeito não enfrentar os empresários agora, com 30 mil pessoas nas ruas, quando vai fazer?” Um dos pedidos dos manifestantes é que o valor seja reduzido por decreto e a questão seja decidida na Justiça.

Fruet afirmou ser necessário aguardar o fim das análises das comissões, mas não disse quando elas terminam. “Se houver redução, o preço que é pago para as empresas por passageiro [a tarifa técnica de R$   2,99] não vai ter alteração. Se houver qualquer redução, a sociedade vai ter que definir de onde vai tirar esse dinheiro. Nós não vamos alterar nada enquanto não for concluída auditoria”, afirmou. Hoje, disse Fruet, a única forma de reduzir o valor da passagem seria por meio de aumento no subsídio ou do fim da integração com a região metropolitana.

Críticas

Para o secretário estadual de Desenvolvimento Urbano, Ratinho Júnior, a prefeitura de Curitiba “não está tendo sensibilidade para entender o clamor popular” para reduzir a tarifa. Ele alega que, ajudadas por isenções de impostos federais e estaduais, grandes cidades do Paraná e do Brasil conseguiram baixar os preços. “Falta boa vontade, competência de gestão ou então os interesses das empresas de ônibus é que têm prioridade”, disse.

Ratinho Júnior argumenta que se ocorreram isenções, o governo têm obrigatoriamente que repassar o desconto para a população. Questionado sobre o prejuízo que a RIT registraria no momento, o secretário dispara: “que déficit se foi repassado o subsídio pedido ao governo?”. Ele afirma ainda que os técnicos da Urbs não se entendem quando o assunto é calcular a possível redução na tarifa. “A conta deles não está batendo. Mas não é hora de achar culpado. Tem que fazer matemática”, comenta.

Belo Horizonte

O prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda (PSB), deverá apresentar à Câmara Municipal uma proposta de isenção do Imposto sobre Serviços (ISS) para o transporte coletivo para baratear o custo da passagem para o usuário. A prefeitura não informou qual o porcentual de redução previsto nem o impacto sobre os cofres municipais. O último reajuste das passagens foi em dezembro do ano passado. Na ocasião, o reajuste foi de 5,66%, e a tarifa passou de R$   2,65 para R$   2,80. A atitude de Lacerda é uma resposta às violentas manifestações que vêm ocorrendo na capital mineira desde o último sábado e que devem continuar nos próximos dias. (Folhapress)

INFOGRÁFICO: Veja quais cidades já decidiram pela redução

Ontem à noite, um grupo com cerca de mil pessoas festejou a decisão na Avenida Paulista, em São Paulo. “A única forma de se transformar a realidade é com as pessoas se mobilizando e saindo às ruas para lutar. O que tivemos hoje [ontem] foi uma vitória popular. A gente se organizou, saiu as ruas e, sem baixar a cabeça para nenhum governante, nenhuma empresa, nenhum político, o povo por si só, com sua força, conseguiu baixar o preço da passagem. Se o povo conseguiu isso, consegue muito mais”, disse o estudante Caio Martins, de 19 anos, integrante do MPL.

Justificativas

Em coletiva, Alckmin alegou que a decisão de reduzir a tarifa serviu para que os “temas legitimamente levantados pudessem ser debatidos com tranquilidade”, mas alertou que haverá um “sacrifício grande” para São Paulo. “Vamos ter de cortar investimentos.” Já Haddad também falou na necessidade de sacrificar investimentos e disse que se trata de “um gesto de aproximação, de abertura, de entendimento, de manutenção do espírito de democracia, do convívio pacífico”.

Seis horas antes, ao fazer um balanço dos prejuízos causados à prefeitura durante a tentativa de invasão de terça-feira, Haddad havia dito que baixar a tarifa naquele momento seria um ato “populista”.

Bastidores
Pressionado por Dilma e Lula, Haddad se viu obrigado a assumir ônus

O prefeito Fernando Haddad resistiu até o último minuto a bancar com recursos municipais a redução da tarifa de ônibus para R$   3,00 porque queria que o governo federal promovesse nova desoneração fiscal. A presidente Dilma Rousseff, porém, não concordou com a nova ajuda, forçando Haddad a reduzir o preço por conta própria.

As declarações do prefeito, de dirigentes do PT e de ministros, ao longo do dia, expuseram as divergências entre Haddad e o Planalto. Dilma e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pressionaram o prefeito, em conversa na terça-feira à noite, a recuar no preço da tarifa do transporte coletivo, na tentativa de conter a forte onda de protestos nas ruas. A preocupação é com o impacto das manifestações na imagem de Dilma, candidata à reeleição, e de governantes do PT, num momento de escalada da inflação, juros altos e baixo crescimento.

Segundo a reportagem apurou, a presidente e seu padrinho político disseram a Haddad que era preciso voltar atrás e fazer um recuo tático para dar tempo de construir uma solução mais à frente. Haddad respondeu que não tinha de onde tirar o dinheiro, a menos que cortasse investimentos programados para a cidade.

Foi combinado então que a revogação do reajuste seria anunciada somente na sexta-feira. A antecipação foi uma consequência direta dos efeitos do protesto de terça-feira. Haddad não esperava que parte dos protestantes protagonizassem uma tentativa de invasão ao prédio da prefeitura, que abriu caminho para uma onda de violência e saques no entorno de seu gabinete, e com transmissão ao vivo pela tevê. (AE)

Inserida por: Dr. Espirito Santo fonte:  Gazeta do Povo
Imprimir   enviar para um amigo
voltar  
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS QUE FORAM PREJUDICADOS EM SEUS DIREITOS DE CONSUMIDORES– EM 15 DE JANEIRO DE 2018
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS QUE FORAM PREJUDICADOS EM SEUS DIREITOS DE CONSUMIDORES– EM 15 DE JANEIRO DE 2018 -01- Assunto: Reclamação via SITE RECLAMANDO de Lauriana Cristina Data: 02.01.2018 15:41 De: Para:
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS QUE FORAM PREJUDICADOS EM SEUS DIREITOS DE CONSUMIDORES– EM 27 DE DEZEMBRO DE 2017
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS QUE FORAM PREJUDICADOS EM SEUS DIREITOS DE CONSUMIDORES– EM 27 DE DEZEMBRO DE 2017 -01- Assunto: Reclamação via SITE RECLAMANDO de Gean Anderson Silva Data: 02.11.2017 14:48 De: Para:
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS QUE FORAM PREJUDICADOS EM SEUS DIREITOS DE CONSUMIDORES– 29 DE OUTUBRO DE 2017
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS QUE FORAM PREJUDICADOS EM SEUS DIREITOS DE CONSUMIDORES– 29 DE OUTUBRO MDE 2017 -01- Assunto: Reclamação via SITE RECLAMANDO de Sahira Branco Data: 26.10.2017 14:18 De: Para:
RECLAMAÇÃO DE EDIVALDO ROCHA
POR FAVOR DR, JOSÉ DO ESPIRITO SANTO, COMO CONSIGO ESSA APÓLICE, ATENCIOSAMENTE, EDIVALDO SILVA ROCHA. E edivaldo.rocha@bol.com.br Responder| dom 08/10, 18:46 Você BOA NOITE PESSOAL DA Checozzi & Advogados Associados! MEU NOME É EDIVALD
RECLAMAÇÃO DE EDIVALDO ROCHA
POR FAVOR DR, JOSÉ DO ESPIRITO SANTO, COMO CONSIGO ESSA APÓLICE, ATENCIOSAMENTE, EDIVALDO SILVA ROCHA. E edivaldo.rocha@bol.com.br Responder| dom 08/10, 18:46 Você BOA NOITE PESSOAL DA Checozzi & Advogados Associados! MEU NOME É EDIVALD
Reclamação contra Revista Abril - Revista Princesa
De : Lurdes Bueno Data: 24/09/2017 17:47 (GMT-03:00) Para: espirito_santo1943@hotmail.com Assunto: Revista abril Sou assinante da revista princesas a anos da editora abril..sempre fiz várias reclamações porqu
RECLAMAÇÃO E ELOGIO DE CONSUMIDOR
Levei à Refrigeração França, foto acima, um bebedouro elétrico marca Beliere, modelo Juninho para substituir uma das torneiras. O aparelho voltou com vazamento. Levei de volta para resolver o problema, mas o vazamento continuava. O diagnóstico técnico fo
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS QUE FORAM PREJUDICADOS EM SEUS DIREITOS DE CONSUMIDORES– EM 19 DE AGOSTO DE 2017
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS QUE FORAM PREJUDICADOS EM SEUS DIREITOS DE CONSUMIDORES– EM 19 DE AGOSTO DE 2017 -01- Nome Completo: Andreia Borges E-mail: andreia-borges-2012@Hotmail. com Cidade: São Paulo Estado: SP Conheceu: Não conheço só comprei a
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS QUE COMPRARAM PELA INTERNET E FORAM PREJUDICADOS – RESPONDIDAS EM: 30/07/2017
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS QUE COMPRARAM PELA INTERNET E FORAM PREJUDICADOS – RESPONDIDAS EM: 30/07/2017 -01- Nome Completo: ARNALDO BELOTA E-mail: acbelota@gmail.com Cidade: SAQUAREMA Estado: RJ Conheceu: pela internet Reclamação: Quando recebo
RECLAMAÇÃO DE MARIA SAJA CONTRA A OI
MARIA SAJA - saja_maria@yahoo.com.br rua bevenuto gussi, 301 83260-000 matinhos pr ‘’Reclamação contra a OI S.A. Tinha um plano da Oi com os seguintes serviços = 1.“Oi fixo – pacote de minutosfixo-fixo local Pacote de minutos longa distancia com 14

Total de Resultados: 14185

Mostrando a página 1 de um total de 1419 páginas

12345678910PróximoFinal

  Cadastre seu email e receba as novidades do reclamando.com.br
Cadastrar | Remover