Palavra Chave:


Conheça mais
    Faça sua reclamação
    Direitos de Família
    Direito Penal
    Direito Civil
    Direito Trabalhista
    Direito do Consumidor
    Direito Previdenciário
    Polícia
    Política
    Direito Procesual Civil
    Direito Previdenciário
    Direito Processual Penal
    Sua Saúde
    Noticias
    QUEM SOMOS
Arquivos
    Publicações
    Petições


Nepotismo - Viadutos 1 - Viadutos 2 - Viadutos 3 - Viadutos 4 - Sem seguro - STF
A solução adotada pelo governador Roberto Requião, de criar secretarias para abrigar parentes, já era esperada. Dele,...
TRÂNSITO - É certo alertar o motorista sobre a presença de radares nas ruas?
Desde a semana passada, motoristas que trafegam pela Avenida Cândido Hartmann, nas imediações do Parque Barigui, estão...
veja mais

 
16/07/2013 - 21:30 - Protesto fecha comércio e "libera" pedágio; ônibus podem parar

Gazeta do Povo - 11-07-2013

http://www.gazetadopovo.com.br/economia/conteudo.phtml?id=1389944&tit=&tit=Protesto-fecha-comrcio-e-libera-pedgio-nibus-podem-parar

Daniel Castellano/Agência de Notícias Gazeta do Povo

Daniel Castellano/Agência de Notícias Gazeta do Povo / Trabalhadores da empresa Cavo protestaram em marcha pela cidade Trabalhadores da empresa Cavo protestaram em marcha pela cidade

Curitiba

Protesto fecha comércio e "libera" pedágio; ônibus podem parar

Durante a manhã, houve bloqueios em rodovias do Paraná e em ruas do centro de Curitiba. Táxis devem ficar sobrecarregados

Manifestantes bloquearam rodovias, interromperam o trânsito urbano e liberam a passagem de veículos em diversas praças de pedágio do Paraná nesta quinta-feira (11) em um protesto chamado de Dia Nacional de Lutas, organizado por centrais sindicais e que se repete em diversas cidades do País. Os ônibus de Curitiba podem parar nesta tarde.

INFOGRÁFICO: Veja os locais que podem ser evitados por quem não for participar da mobilização

Acompanhe em tempo real da assembleia de motoristas e cobradores

Nesta quinta-feira (11), a Gazeta do Povo vai acompanhar em tempo real a assembleia de motoristas e cobradores de ônibus que pode resultar em uma paralisação de três horas na circulação do sistema de ônibus que serve à capital e sua região metropolitana.

Para acompanhar, basta seguir o nosso Twitter.

Caso a paralisação seja aprovada pela categoria, você poderá participar da cobertura enviando mensagens com a hashtag #japragazeta, informando a situação do serviço de ônibus no local onde está.

Protesto adia sessão de CPI; servidores públicos são liberados

Os governos do Paraná e de Curitiba dispensarão os servidores públicos a partir das 15 horas devido aos protestos que ameaçam paralisar o transporte coletivo. Na Câmara, uma reunião da CPI do Transporte Coletivo precisou ser transferida para semana que vem

Leia matéria completa

Protesto às 19h

No embalo do ato unificado que acontece durante a tarde da quinta-feira na Praça Rui Barbosa, um protesto marcado pela Frente de Luta pelo Transporte Coletivo deve ter início às 19 horas no mesmo local. A Frente organizou alguns dos maiores protestos que aconteceram durante o mês de junho em Curitiba.

O evento criado no Facebook tinha 3,6 mil pessoas confirmadas até as 16h30 desta quarta-feira. O objetivo é pedir redução e congelamento da tarifa de ônibus em R$   2,60 em dias úteis e R$   1 aos domingos; passe livre para estudantes; e viabilização da tarifa zero.

Programação

- Curitiba: atos pela manhã nos locais de trabalho de diversas categorias e mobilização na Praça Rui Barbosa às 16h.

- Ponta Grossa: ato unificado às 17h na Praça Barão de Guaraúna.

- Toledo: concentração às 14h na praça Wily Barth.

- Umuarama: reunião às 16h30 na Praça Miguel Rossafa e caminhada até a Praça Santos Dummont.

- Maringá: ato às 9h. Às 17h acontece uma caminhada.

- Guarapuava: início às 10h na Praça XIX de dezembro e às 15h movimentação por agências e terminais de ônibus.

- Paranavaí: concentração às 17h00 no calçadão.

- Londrina: concentração às 9h no Calçadão e passeata até a Câmara de Vereadores.

- Paranaguá: mobilização na praça Fernando Amaro às 16h.

FOTOS: Veja imagens dos protestos

O Sindicato dos Comerciários de Curitiba e região (Sindicom,) que representa mais de 12 mil estabelecimentos, orientou os empresários a liberarem seus funcionários a partir das 14 horas, para evitar problemas com locomoção. Isso porque o transporte coletivo de Curitiba pode ser interrompido entre 15h e 19h desta quinta. A definição virá uma assembleia com cobradores e motoristas marcada para as 15 horas na Praça Rui Barbosa.

Os serviços de táxi da capital devem ficar sobrecarregados durante o dia. As centrais de rádio que administram os veículos alertam que trabalharão normalmente, mas que a procura deve ser bem maior que em dias normais.

O Hospital de Clínicas (HC) de Curitiba funciona parcialmente, a maioria das aulas na Universidade Federal do Paraná (UFPR) foi cancelada, e escolas municipais de Curitiba vão liberar os alunos mais cedo.

Ônibus podem parar

A paralisação do transporte coletivo de Curitiba é uma das possibilidades cogitadas pela categoria e ainda não se sabe, com certeza, qual será o impacto do ato ao transporte coletivo de Curitiba. A duração e adesão à paralisação dos ônibus na capital serão colocados em votação na tarde de quinta, segundo o presidente do Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Curitiba e Região Metropolitana (Sindimoc), Anderson Teixeira.

Como precaução, a Urbanização de Curitiba (Urbs) protocolou uma medida cautelar na Justiça do Trabalho no início da noite desta quarta-feira (10). A intenção é garantir a circulação de uma frota mínima para atender a população, mesmo que os trabalhadores decidam pela paralisação.

O documento protocolado diz que 1.554 ônibus, que representam 80% da frota da Rede Integrada de Transporte (RIT), devem circular no horário de pico (entre 17h e 20h). Fora desse período, a frota deverá ser de 1.658 ônibus, ou 60% do total. Caso haja descumprimento da decisão, poderá ser aplicada multa diária com valor a ser determinado pela Justiça.

A Urbs afirma que não recebeu o indicativo de greve da categoria até a noite desta quinta-feira. O presidente do Sindimoc informou que enviou um ofício para as empresas na segunda-feira (08).

Pedágios são "liberados" e rodovias ficam bloqueadas

Por voltas das 9h45, manifestantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) começaram uma série de protestos em pedágios de rodovias do Paraná. Até às 13 horas, pelo menos 15 praças foram ocupadas e tiveram as cancelas abertas. Na BR-376, os postos de cobrança Ortigueira e Umbaú estão ocupados. Já na BR-277, os manifestantes ocupam a praça de pedágio entre Curitiba e Paranaguá. Nesta mesma estrada, no trecho que leva da capital paranaense ao interior do estado, a praça de pedágio São Luiz do Purunã também possui protesto idêntico. Completam a lista de cidades que tem protestos em pedágio: Candói, Corbélia, Cascavel, Nova Laranjeiras, Candói, Guarapuava, Mandaguarí, Arapongas, Jataizinho, Cambará, Campo Mourão e Lapa.

Na Lapa, a manifestação terminou por volta do meio-dia após uma confusão. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu seis manifestantes no local e acabou com o protesto. Os policiais do posto responsável pela região ainda não tinham informações, até as 13 horas, sobre os motivos das prisões. A assessoria do MST também não soube informar o que motivou o fato.

A estimativa do MST é de que 21 praças estejam ocupadas nesta quinta. O objetivo é exigir a redução imediata das tarifas cobradas pelas concessionárias e agilidade na reforma agrária. Fazem parte da lista das praças de pedágio liberadas, que ainda não tiveram as manifestações confirmadas pelo MST, as cidades de Santa Terezinha do Itaipu, Céu Azul, Presidente Castelo Branco, Floresta, Sertaneja, Mauá da Serra e Irati.

Perto da fábrica da Volvo, na Cidade Industrial de Curitiba (CIC), um protesto de metalúrgicos bloqueou totalmente o trânsito em ambos os sentidos durante cerca de quatro horas. O tráfego nas marginais também ficou restrito. Uma longa fila de veículos se formou no local, que fica na região do cruzamento da Avenida Juscelino Kubitschek de Oliveira com a Rua Eduardo Sprada. Os funcionários da Volvo saíram da fábrica e se juntaram aos manifestantes das centrais sindicais que convocam o protesto.

Na mesma região, na BR-277, no cruzamento com o Contorno Sul, uma manifestação foi feita por operários próximo ao posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF). O bloqueio ocorreu na rodovia apenas no sentido interior-capital. O fluxo na região foi liberado mais ou menos no mesmo horário da que ocorreu na Volvo, por volta das 10h30.

A BR-376, na região da fábrica da Volkswagen, também teve restrições no tráfego devido a uma passeata feita por 4 mil trabalhadores. Eles são compostos por parte do quadro de empresas terceirizadas e também da própria montadora. A caminhada se estendeu até por volta das 10 horas. O trânsito primeiro foi bloqueado no sentido Joinville-Curitiba. Na sequência, quando os participantes chegaram ao Contorno Sul, o bloqueio foi invertido e, então, passou a ser no sentido Curitiba-Joinville.

Uma marcha de trabalhadores também deixou o trânsito complicado na BR-277, na região da fábrica da Renault, em São José dos Pinhais. De acordo com a PRF, o trânsito na região foi liberado por volta das 9h45 no sentido Litoral-Curitiba. Os protestantes fizeram uma caminhada até o viaduto do Contorno Sul e então os manifestantes voltaram até a Renault. O fluxo ficou bastante complicado na região.

Na Rodovia do Xisto, manifestantes bloqueiam a rodovia no km 148, entre Curitiba e Araucária. Às 10h45 o fluxo já se encontrava liberado.

Centro de Curitiba

Desde o início da manhã, na região central de Curitiba, segundo a Secretaria Municipal de Trânsito (Setran), o trânsito tem bloqueios em pontos alternados devido a aglomerações de trabalhadores. Por volta das 14h30, funcionários dos Correios iniciaram uma caminhada por ruas centrais da capital em direção à Praça Rui Barbosa. Segundo a secretaria, eles devem seguir pela Conselheiro Laurindo, Marechal Deodoro e Desembargador Westphalen, até chegar à praça. Haverá bloqueios parciais nestas ruas conforme a passagem dos trabalhadores.

A assessoria de imprensa dos Correios informou que 6,5% dos trabalhadores da empresa estão ausentes do trabalho por causa das manifestações, o que equivale a 416 pessoas. Os Correios afirmaram que, mesmo com uma diminuição no número dos trabalhadores, não há problemas com as entregas.

Pela manhã, a Avenida João Bettega, a Rua Eduardo Sprada, a Avenida Visconde de Guarapuava, a Avenida Sete de Setembro e a Travessa da Lapa, além das ruas do entorno, foram as que tiveram situações mais críticas. No fim da manhã, a Avenida Vicente Machado também ficou totalmente bloqueada.

A partir das 8 horas, o trânsito chegou a ficar interditado na Avenida Getúlio Vargas, entre as ruas João Negrão e a Conselheiro Laurindo, em frente à empresa Cavo. Um protesto dos trabalhadores na coleta de lixo começou na região e passou a percorrer vários trechos da cidade, com destino à Praça Nossa Senhora da Salete. Eles seguem, durante todo o percurso, gritando palavras de ordem, como: "trabalhador na rua, governo a culpa é sua."

Os manifestantes seguiram primeiro da João Negrão à Câmara Municipal. Em seguida foram à Procuradoria do Ministério do Trabalho, na Travessa da Lapa, e utilizaram a Rua Marechal Deodoro da Fonseca para chegar à sede da Justiça do Trabalho, na Avenida Vicente Machado. Por voltas 11 horas, quatro carros da Setran orientavam o fluxo e faziam um bloqueio total do cruzamento da Rua Brigadeiro Franco com a Avenida Vicente Machado. O fluxo estava prejudicado em todo o entorno.

Um dos participantes do protesto, Daniel Franco, 20 anos, é funcionário da limpeza especial há um ano. Ele diz que participa do protesto devido à desigualdade entre as profissões e a falta de respeito com a categoria. "Nossa categoria tem que trabalhar mais de 20 anos correndo atrás de um caminhão para se aposentar, enquanto um governador trabalha quatro, oito anos e consegue aposentadoria vitalícia", comparou.

O presidente do Siemaco, Manassés de Oliveira, ressaltou que a manifestação de hoje inclui outras pautas além da reivindicações por melhores salário, como mais vagas em creche, melhora na saúde e na educação. Além disso, Oliveira aconselhou as pessoas a segurarem o lixo em casa para evitar transtornos. "Orientamos as pessoas que não coloquem o lixo na rua porque hoje os funcionários não farão a coleta e limpeza das vias públicas", disse.

Sobre as manifestações nas fábricas, o presidente da Força Sindical no Paraná, Nelson Silva de Souza, diz que pelo menos nove indústrias estão totalmente paralisadas. Volvo, Renault, WHB, CNH (New Holland), Abraser, Plásticos do Paraná, Perfecta, Cabs e Volkswagens compõem a lista, atualizada por volta das 8h30 pelo dirigente.

Frentistas de alguns postos de combustíveis da região central de Curitiba também vão parar os trabalhos durante a tarde. Segundo o Sindicato dos Frentistas de Curitiba e Região Metropolitana (Sinpospetro), profissionais de pelo menos cinco postos vão aderir aos manifestos do Dia Nacional de Luta nessa quinta-feira.

HC e UFPR

O HC cancelou os atendimentos eletivos nesta quinta-feira (11), mas o movimento no local é tranquilo. Os funcionários do estabelecimentos relataram que a maior aglomeração de pacientes aconteceu entre 6 horas e 7 horas. A maior parte das pessoas que teriam atendimento hoje foi avisada da paralisação e da necessidade de remarcar consultas e exames.

Na UFPR, maioria das aulas foi cancelada, segundo a assessoria de imprensa da instituição. Apenas o setor de ciências jurídicas, que funciona no prédio histórico da Praça Santos Andrade, não registrava problemas nesta manhã. Os campus Centro Politécnico, Juvevê, Jardim Botânico e Reitoria tinham funcionamento afetado nesta manhã. À tarde também não deve haver aula devido à possível paralisação dos ônibus, conforme a assessoria. Também estão parados todos os restaurantes universitários (RUs) da instituição e os serviços realizados pelos servidores da faculdade estão suspensos. (Voltar)

Reivindicações

As manifestações acontecem nesta quinta-feira em várias cidades do Brasil. No Paraná, o movimento é organizado pelas centrais sindicais CSP Conlutas, CTB, CUT, Força Sindical, NCST e UGT.

No nível estadual, os trabalhadores pedem queda das tarifas do pedágio; mudança no sistema de eleição para conselheiros do Tribunal de Contas; sistema permanente de reajuste do salário mínimo regional e regulamentação da profissão de motorista.

As pautas nacionais são redução da jornada de trabalho de 44 para 40 horas semanais, sem redução salarial; fim do projeto de lei que amplia a terceirização; reajuste digno para aposentados; fim dos “leilões do petróleo”; investimento de 10% do PIB em educação e outros 10% do orçamento da União na saúde; transporte público de qualidade e com preço justo; e reforma agrária. (Voltar)


Um protesto bloqueou o trânsito na Avenida Getúlio Vargas, entre as ruas João Negrão e a Conselheiro, em CuritibaAniele Nascimento/Agência de Notícias Gazeta do Povo

1 / 15

   

Inserida por: Dr. Espirito Santo fonte:  Gazeta do Povo
Imprimir   enviar para um amigo
voltar  
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS QUE FORAM PREJUDICADOS EM SEUS DIREITOS DE CONSUMIDORES– EM 19 DE AGOSTO DE 2017
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS QUE FORAM PREJUDICADOS EM SEUS DIREITOS DE CONSUMIDORES– EM 19 DE AGOSTO DE 2017 -01- Nome Completo: Andreia Borges E-mail: andreia-borges-2012@Hotmail. com Cidade: São Paulo Estado: SP Conheceu: Não conheço só comprei a
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS QUE COMPRARAM PELA INTERNET E FORAM PREJUDICADOS – RESPONDIDAS EM: 30/07/2017
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS QUE COMPRARAM PELA INTERNET E FORAM PREJUDICADOS – RESPONDIDAS EM: 30/07/2017 -01- Nome Completo: ARNALDO BELOTA E-mail: acbelota@gmail.com Cidade: SAQUAREMA Estado: RJ Conheceu: pela internet Reclamação: Quando recebo
RECLAMAÇÃO DE MARIA SAJA CONTRA A OI
MARIA SAJA - saja_maria@yahoo.com.br rua bevenuto gussi, 301 83260-000 matinhos pr ‘’Reclamação contra a OI S.A. Tinha um plano da Oi com os seguintes serviços = 1.“Oi fixo – pacote de minutosfixo-fixo local Pacote de minutos longa distancia com 14
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS QUE FORAM PREJUDICADOS EM SEUS DIREITOS DE CONSUMIDORES– EM 06 DE JULHO DE 2017
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS QUE FORAM PREJUDICADOS EM SEUS DIREITOS DE CONSUMIDORES– EM 06 DE JULHO DE 2017 -01- Nome Completo: Eleni Soares Domingues E-mail: elenisoaresdomingues@gmail.com Cidade: Campos dos Goytacazes Estado: RJ Conheceu: Google
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS QUE FORAM PREJUDICADOS EM SEUS DIREITOS DE CONSUMIDORES– EM 18 DE MAIO DE 2017
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS QUE FORAM PREJUDICADOS EM SEUS DIREITOS DE CONSUMIDORES– EM 18 DE MAIO DE 2017 -01- Nome Completo: edivaldo silva rocha E-mail: edivaldo.rocha@bol.com.br Cidade: riacho de santana Estado: BA Conheceu: internet Reclamação:
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS QUE FORAM PREJUDICADOS EM SEUS DIREITOS DE CONSUMIDORES– EM 07 DE MAIO DE 2017
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS QUE FORAM PREJUDICADOS EM SEUS DIREITOS DE CONSUMIDORES– EM 07 DE MAIO DE 2017 -01- Nome Completo: NILVALDO E-mail: nilpeira@gmail.com Cidade: SALVADOR-BAHIA Estado: BA Conheceu: site Reclamação: Uma GANG comtendo crimes
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS QUE FORAM PREJUDICADOS EM SEUS DIREITOS DE CONSUMIDORES– EM 07 DE MAIO DE 2017
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS QUE FORAM PREJUDICADOS EM SEUS DIREITOS DE CONSUMIDORES– EM 07 DE MAIO DE 2017 -01- Nome Completo: NILVALDO E-mail: nilpeira@gmail.com Cidade: SALVADOR-BAHIA Estado: BA Conheceu: site Reclamação: Uma GANG comtendo crimes
RECLAMAÇÕES RESPONDIDAS EM 06 DE ABRIL DE 2017
RECLAMAÇÕES RESPONDIDAS EM 06 DE ABRIL DE 2017 -01- ASSUNTO: RECLAMAÇÃO VIA SITE RECLAMANDO DE FERNANDO FELIPE ALMEIDA DATA: 09.03.2017 23:28 DE: PARA: NOME COMPLETO: FERNANDO FELIPE ALME
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS QUE COMPRARAM PELA INTERNET E FORAM PREJUDICADOS – RESPONDIDAS EM 08 DE MARÇO DE 2017
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS QUE COMPRARAM PELA INTERNET E FORAM PREJUDICADOS – RESPONDIDAS EM 08 DE MARÇO DE 2017 -01- Nome Completo: marialuciadelimasoares E-mail: marialuciadelimasoares1@gmail.com Cidade: curitiba Estado: P
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS QUE COMPRARAM PELA INTERNET E FORAM PREJUDICADOS – RESPONDIDAS EM 13 DE FEVEREIRO DE 2017
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS QUE COMPRARAM PELA INTERNET E FORAM PREJUDICADOS – RESPONDIDAS EM 13 DE FEVEREIRO DE 2017 -01- Nome Completo: Maria Benedita Masquete E-mail: benemasquette@hotmail.com Cidade: Sabáudia Estado: PR Conheceu: Internet Recl

Total de Resultados: 14180

Mostrando a página 1 de um total de 1418 páginas

12345678910PróximoFinal

  Cadastre seu email e receba as novidades do reclamando.com.br
Cadastrar | Remover