Palavra Chave:


Conheça mais
    Faça sua reclamação
    Direitos de Família
    Direito Penal
    Direito Civil
    Direito Trabalhista
    Direito do Consumidor
    Direito Previdenciário
    Polícia
    Política
    Direito Procesual Civil
    Direito Previdenciário
    Direito Processual Penal
    Sua Saúde
    Noticias
    QUEM SOMOS
Arquivos
    Publicações
    Petições


Editorial: Modernizar os cartórios
A cláusula extra não basta para salvar a proposta. Os deputados agiriam melhor se, em vez de sacramentar privilégios,...
Orçamento do Congresso é maior que de oito estados
O Congresso Nacional poderia ser o 20º estado brasileiro se fosse considerado como critério apenas o valor de seu...
veja mais

 

19/09/2008 - Devedor de pensão de alimentos pode ter débito protestado em cartório

O presidente do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), desembargador Jones Figueirêdo, anunciou que a partir desta quarta-feira (17), o não-pagamento de pensões alimentícias pode ser levado também aos cartórios de protesto com graves conseqüências para os inadimplentes. A medida, formalizada através do Provimento 03/2008, do Conselho da Magistratura do TJPE, entrou em vigor com a sua publicação no Diário Oficial do Poder Judiciário e tem como principal objetivo efetivar o cumprimento das decisões judiciais.

Por meio desse mecanismo alternativo, o credor poderá requerer uma certidão judicial que comprove a dívida e, a partir disso, registrá-la em um Cartório de Protestos de Títulos e Documentos. O devedor será então notificado para, em 72 horas, efetuar o pagamento do valor fornecido na certidão. Caso não cumpra esses prazos, o inadimplente passa então a sofrer as mesmas restrições impostas pela lei que trata dos protestos de títulos mercantis, incluindo suspensão de créditos bancários e o pagamento dos emolumentos fixados pelos cartórios.

O desembargador Jones Figueirêdo explicou que a medida tem, sobretudo, o alcance de garantir a obrigação alimentícia como instrumento essencial para a viabilização da dignidade dos seus beneficiários, e pode ser adotada por qualquer estado brasileiro. Ele ressaltou que a decisão judicial no tocante à ação de alimentos também é considerada um título. Assim, esta pode ser levada a protesto como meio coercitivo ao cumprimento da prestação de alimentos.

A iniciativa também vai atenuar a demanda judicial nas ações de alimentos que tramitam nas 12 Varas da Família do Fôro do Recife, podendo, inclusive, abreviar o cumprimento das decisões judiciais. A certidão da dívida pode ser obtida facilmente na Vara da Família onde tramita a ação de alimentos e conterá informações como o número do processo, valor da dívida e o respectivo prazo para o devedor recorrer judicialmente.

A medida formalizada pelo Poder Judiciário de Pernambuco é inédita e foi preliminarmente comentada pelo presidente do TJPE, desembargador Jones Figueirêdo, em recente encontro no Instituto Brasileiro de Família (IBDFAM), na cidade de São Paulo, onde recebeu aprovação unânime dos membros daquela instituição.

-----------------------------------------------------------------------

Fonte: TJPE - Tribunal de Justiça de Pernambuco - www.tj.pe.gov.br

Inserida por: Dr. Espirito Santo fonte:  Tribunal de Justiça de Pernambuco
Imprimir   enviar para um amigo
Justiça de SP reconhece doadora de óvulos como segunda mãe
A Folha tentou falar com Amanda em fevereiro e na sexta-feira, mas ela não retornou as ligações.
Alienação Parental: uma tragédia
Dor que gera dor, violência que gera violência. A lógica da Alienação Parental é a antítese do perdão.
Editorial: A nova família
É preciso que o poder público invista rápida e eficazmente nessas áreas, para o Brasil não ser atropelado pela realidade demográfica.
Família: entidade sagrada e conflituosa
Isto posto, e bem posto – a família como entidade sagrada e de acolhimento –, há a outra face desta moeda.
Como informar os filhos sobre a separação?
PARA A MATÉRIA NA ÍNTEGRA, CLIQUE NO TÍTULO
Sertanejo tem prisão decretada pela Justiça por pensão
O advogado disse ainda, que a renda mensal do cantor varia dependendo da quantidade de shows que ele tem por mês. "O que ele pode pagar ao filho de 14 anos são R$   3 mil mensais e não R$   10 mil como a ex-mulher dele quer.
Adoção legal: a importância social da sua correta divulgação
Esta é uma oportunidade de esclarecer a adoção responsável, aparando eventuais arestas deixadas, em prol de uma convivência justa e perfeita entre as diferenças.
Em separação, mulher deve ficar com casa
A presidente Dilma Rousseff vai editar medida provisória para garantir que, em caso de separação, a mulher beneficiária do Minha Casa, Minha Vida fique com a propriedade, em detrimento do marido.
Justiça dos EUA dá à avó chance de voltar a ver Sean Goldman
Caso não consigam, os juízes norte-americanos determinaram que seja realizada uma nova audiência no caso.
O desafio de educar filhos únicos
Nos últimos 50 anos, a média de filhos por família passou de seis para menos de dois, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Total de Resultados: 457

Mostrando a página 3 de um total de 46 páginas

InícioAnterior123456789101112PróximoFinal

  Cadastre seu email e receba as novidades do reclamando.com.br
Cadastrar | Remover