Palavra Chave:


Conheça mais
    Faça sua reclamação
    Direitos de Família
    Direito Penal
    Direito Civil
    Direito Trabalhista
    Direito do Consumidor
    Direito Previdenciário
    Polícia
    Política
    Direito Procesual Civil
    Direito Previdenciário
    Direito Processual Penal
    Sua Saúde
    Noticias
    QUEM SOMOS
Arquivos
    Publicações
    Petições


Legislativo paranaense - Corte do 14.º e do 15.º salário irrita deputados estaduais
A decisão do presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, Valdir Rossoni (PSDB), de suspender o pagamento do 14.º e...
Ministério quer médicos estrangeiros já neste ano
“O edital é para médicos brasileiros”, reforçou o ministro. Os estrangeiros poderiam ficar no país por até três anos, de...
veja mais

 

12/07/2010 - Família - Alienação parental será punida

Pais ou avós que dificultarem o contato da criança com um dos responsáveis poderão perder a guarda e até ser presos

 


Entenda o projeto e as suas consequências

O Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) passará a prever punição dos responsáveis pelas crianças – como a mãe, o pai ou os avós – que atuarem para desqualificar ou dificultar o contato do menor com um dos responsáveis. Os que forem condenados estarão sujeitos a pagamento de multas, perda da guarda e detenção de seis meses a dois anos. É o que prevê o projeto de lei do deputado Regis de Oliveira (PSC-SP) aprovado ontem pela Comissão de Constituição e Justiça do Senado (CCJ), que trata do conceito de alienação parental. Como a aprovação ocorreu em caráter terminativo, o que dispensa a votação no plenário, a lei entrará em vigor logo que for sancionada pelo presidente da República.

Em seu parecer, o deputado afirma que esse problema ganhou “maior dimensão” na década de 80, com aumento de conflitos decorrentes de separações conjugais e que desde então não existe nenhum instrumento para reprimi-lo. “Trata-se de uma forma de abuso e de desrespeito aos direitos de personalidade da criança em formação”, diz.

Entre outros procedimentos caracterizados como alienação parental, o relator na CCJ, senador Pedro Simon (PMDB-RS), relacionou a mudança de endereço para local distante para dificultar a convivência do menor com o genitor e a apresentação de denúncias falsas contra ele ou ela ou ainda seus familiares para dificultar a convivência com a criança.

A lei determina que o processo terá tramitação prioritária. “E o juiz determinará, com urgência, ouvido o Ministério Público, as medidas provisórias necessárias para preservação da integridade psicológica da criança e do adolescente, inclusive para assegurar sua convivência com o genitor ou viabilizar a efetiva reaproximação entre ambos, se for o caso.”

Caberá ainda ao juiz determinar a realização de perícia psicológica, se houver denúncia de alienação parental. O perito terá o prazo de 90 dias, prorrogáveis por autorização judicial, para apresentar o laudo. Estarão sujeitos às mesmas penas previstas para os “alienadores” quem apresentar relato falso aos agentes ou às autoridades policiais, cujo teor possa restringir a convivência da criança com o genitor.

No decorrer do processo, será assegurada à criança “garantia mínima” de visitação assistida. A medida será dispensada nos casos em que houver iminente risco de prejuízo à integridade física ou psicológica da criança, atestado por profissional eventualmente designado pelo juiz para acompanhamento das visitas. Já no caso de alteração da guarda, será dada preferência ao genitor que viabilizar a efetiva convivência da criança com o outro genitor, nas hipóteses em que a guarda compartilhada seja impossível.

Gazeta do Povo – 08-07-2010
 

Inserida por: Dr. Espirito Santo fonte:  Gazeta do Povo
Imprimir   enviar para um amigo
Luciana Saddi: Alienação parental é uma tragédia
Desde 2010, o ECA (Estatuto da Criança e Adolescente) prevê punição para quem comete alienação parental --que é quando um genitor tenta destruir a imagem do outro para o filho.
STJ decide que casal gay pode adotar criança menor de 12 anos
"Essa escolha é livre, não podendo em nenhuma hipótese classificar quem quer que seja em melhor ou pior. O homossexual tem o direito de adotar um menor, salvo se não preencher os requisitos estabelecidos em lei.
Separação judicial não está banida do ordenamento jurídico
Não se revela inviável sustentar que a Constituição da República, ao afirmar que o casamento pode ser dissolvido pelo divórcio, com força normativa, não revogou as disposições do Código Civil.
A importância dos referenciais masculino e feminino
A família não é uma entidade meramente cultural ou ideológica, e, portanto, não é qualquer junção de pessoas que deve ser considerada como tal.
Foco no adotado, não no adotante
No Brasil, a adoção homoparental existe e é aceita em vários estados brasileiros.
Obstáculos judiciais dificultam adoção por casais homoafetivos no Brasil
Quando Airton e Marcos chegaram em casa com os dois futuros filhos adotivos – na segunda visita antes de a adoção ser efetivada –, o mais velho olhou para eles e perguntou: “quando é que poderei chamar vocês de pai?”.
Comissão aprova projeto que torna legal casamento homossexual
A decisão do STF, porém, não é equivalente a uma lei sobre o assunto --por isso o Congresso quer incluí-la na legislação brasileira. O artigo 1.723 do Código Civil estabelece a união estável heterossexual como entidade familiar.
Dilemas da Justiça
SÃO PAULO - É com imenso atraso que comento a decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) de obrigar um pai a indenizar a filha em R$   200 mil por abandono afetivo.
Filha indenizada por abandono diz que tentou aproximação com pai
A professora Luciane Nunes de Oliveira Souza, 38, afirmou que procurou o pai diversas vezes durante a infância, mas que ele nunca cedeu as tentativas de aproximação.
Quando a alienação parental começa antes da separação
Temos que ter em mente o pensamento de Talmude: “Quando você ensina o seu filho, ensina também o filho do seu filho”, e assim teremos edificado a personalidade de um homem forte e seguro.

Total de Resultados: 457

Mostrando a página 4 de um total de 46 páginas

InícioAnterior12345678910111213PróximoFinal

  Cadastre seu email e receba as novidades do reclamando.com.br
Cadastrar | Remover