Palavra Chave:


Conheça mais
    Faça sua reclamação
    Direitos de Família
    Direito Penal
    Direito Civil
    Direito Trabalhista
    Direito do Consumidor
    Direito Previdenciário
    Polícia
    Política
    Direito Procesual Civil
    Direito Previdenciário
    Direito Processual Penal
    Sua Saúde
    Noticias
    QUEM SOMOS
Arquivos
    Publicações
    Petições


EXAME DEMORA PARA SER MARCADO, DIZ SEGURADO
Conveniado da Amesp Saúde, Mauro Bortolazzo afirma que tem dificuldade para marcar consultas ou exames na rede...
Protesto em frente ao Hospital Evangélico
Com apitos, cartazes e faixas, funcionários do Hospital Evangélico de Curitiba realizaram na manhã de ontem uma nova...
veja mais

 

29/12/2006 - PENSÃO ALIMENTÍCIA

SEU DIREITO

Como conseguir pensão alimentícia se meu ex-marido não recebe a intimação?

  O conhecimento dos atos processuais garantidos pela citação, intimação ou notificação decorre do princípio do contraditório. Em todo processo há pelo menos duas partes: autor e réu. O autor instaura a relação processual, invocando a tutela jurisdicional, mas a relação processual só se completa e põe-se em condições de preparar o provimento judicial com o chamamento do réu ao juízo.

  O juiz, por força do seu dever de imparcialidade, coloca-se entre as partes, mas equidistante delas: ouvindo uma, não poderá deixar de ouvir a outra. Logo, há necessidade de se dar ciência a cada litigante dos atos praticados pelo juiz e pelo adversário. Somente conhecendo-os, poderá lhe efetivar o contraditório. Se, por um lado, a aplicação da lei depende da regular citação do réu, por outro lado, não pode a exigência do contraditório ser utilizada de modo malicioso para frustrar sua aplicação. Assim, existe a possibilidade da citação ficta ou com hora certa. Em ambas, não se tem certeza de que o réu tenha efetivamente tomado conhecimento da existência do processo e do prazo para apresentar contestação.

  Se o réu comparecer ao processo, demonstrando que a citação ficta atingiu sua finalidade, será desnecessária a nomeação de um defensor pelo próprio juiz. Mas, se permanecer ausente (revel), o juiz dar-lhe-á curador especial, que deve, obrigatoriamente, apresentar defesa em seu favor.

  Muito se discutiu sobre a necessidade de nomeação de curador especial ao citado por edital ou com hora certa em processo de execução, no qual a defesa não é veiculada por meio de contestação, mas pela ação autônoma de embargos. A questão pacificou-se com a edição da súmula 196 do Superior Tribunal de Justiça (STJ): ‘‘Ao executado que, citado por edital ou por hora certa, permanecer revel, será nomeado curador especial, com legitimidade para apresentação de embargos’’.

Giovanne Schiavon, professor universitário

 

Inserida por: Dr. Espirito Santo fonte:  Folha de Londrina
Imprimir   enviar para um amigo
Décimo terceiro integra cálculo da pensão alimentícia
Décimo terceiro salário integra base de cálculo da pensão alimentícia. A decisão é da 3ª Turma do Superior Tribunal de Justiça.
Alimentos entre colaterais
Quando cabe alimentos entre colaterais?
Responsabilidade civil por abandono paterno
Pela primeira vez, serão debatidas no Superior Tribunal de Justiça (STJ) questões como se o papel dos pais se limita ao dever de sustento...
Infidelidade Virtual
Instituto moderno, cada vez mais comentado, é a infidelidade ou adultério virtual, no qual a pessoa casada ou em união estável passa a ter as mais diferentes experiências sexuais, via internet...
TJ gaúcho reconhece união estável de casal homossexual
O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul reconheceu a união estável entre duas mulheres e determinou que a companheira viúva entre na partilha de bens. A decisão é da 7ª Câmara Cível. Cabe recurso.
Dificuldade financeira não desobriga o pagamento de pensão alimentícia
Desemprego não torna nula a cobrança de pensão alimentícia.
Pai condenado por abandono de filho.
O papel dos pais se limita ao dever de sustento? Prover materialmente o filho basta ou a subsistência emocional também é uma obrigação legal dos pais? A ausência de afeto dos pais para com os filhos pode ser motivo de indenização por dano moral?

Total de Resultados: 457

Mostrando a página 46 de um total de 46 páginas

InícioAnterior37383940414243444546

  Cadastre seu email e receba as novidades do reclamando.com.br
Cadastrar | Remover