Palavra Chave:


Conheça mais
    Faça sua reclamação
    Direitos de Família
    Direito Penal
    Direito Civil
    Direito Trabalhista
    Direito do Consumidor
    Direito Previdenciário
    Polícia
    Política
    Direito Procesual Civil
    Direito Previdenciário
    Direito Processual Penal
    Sua Saúde
    Noticias
    QUEM SOMOS
Arquivos
    Publicações
    Petições


OS SITES E LOJAS DE VENDAS PELA INTERNET CONTINUAM IMPUNES
Para visualizar o conteúdo desta matéria clique no título da mesma.
Direito à informação - Ouvindo vozes - Quando quer, o STF faz
Faltando pouco mais de quatro meses para que entre em vigor a nova Lei de Acesso à Informação, a maioria dos servidores...
veja mais

 

24/04/2013 - Barbosa: Dirceu tenta manipular prazos do mensalão

Barbosa: Dirceu tenta manipular prazos do mensalão

Presidente do STF negou recurso apresentado pela defesa do ex-ministro

Laryssa Borges, de Brasília

Joaquim Barbosa, como presidente do STF e relator do Mensalão, em 28/11/2012

O presidente do STF, Joaquim Barbosa: ministro negou recurso da defesa de Dirceu (Ueslei Marcelino/Reuters)

Como esperado, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Joaquim Barbosa, sepultou as pretensões do ex-ministro da Casa Civil José Dirceu de atrasar a publicação do acórdão do mensalão. No despacho em que nega o recurso apresentado pela defesa de Dirceu, Barbosa foi categórico: “É importante chamar atenção para o fato de que o que se pretende, em última análise, é a manipulação de prazo processual legalmente previsto”.

O advogado de Dirceu, José Luís de Oliveira Lima, já havia pedido - em vão - que o prazo legal de cinco dias para a apresentação de recursos contra a sentença do mensalão fosse ampliado. O defensor alegava que, como a íntegra dos votos dos ministros não havia sido disponibilizada ao longo do julgamento, não era possível ter conhecimento de todos os argumentos de cada magistrado. 

“O hipotético acolhimento do pedido de divulgação dos votos escritos, antes da publicação do acórdão, e ‘com antecedência razoável’ para a interposição de recursos, acarretaria, na prática, a dilação do prazo para a oposição de embargos, ampliando-o indevidamente para um lapso temporal indefinido, que o requerente entende como razoável’”, afirmou Barbosa em sua decisão.

Embora os futuros embargos a serem apresentados pelos mensaleiros tradicionalmente não alterem o teor das condenações, esses recursos servem para esclarecer eventuais contradições e, na prática, funcionam para evitar que a sentença se torne definitiva. Com o trânsito em julgado, Dirceu, condenado a dez anos e dez meses de prisão, terá de começar a cumprir a penalidade imposta pela mais alta corte do país.

Defesa - O advogado José Luís de Oliveira Lima  negou nesta quinta-feira que tenha buscado manipular prazos. "Em momento algum, a defesa do ex-ministro (da Casa Civil) José Dirceu pretendeu manipular os prazos processuais, mas sim exercer o seu direito de ampla defesa garantido na Constituição. Aliás, a prática de divulgar os votos antes da publicação do acórdão não é novidade; o próprio ministro Joaquim Barbosa (presidente do STF) o fez quando proferiu seu voto no processo da ficha limpa", afirmou o advogado.

(Com Estadão Conteúdo)

Revista Veja - 11-04-2013

http://veja.abril.com.br/noticia/brasil/dirceu-quer-manipular-prazos-do-mensalao-diz-joaquim-barbosa

Inserida por: Dr. Espirito Santo fonte:  Revista Veja
Imprimir   enviar para um amigo
Governo “cozinha” nova lei sobre protestos
Projeto conduzido pelo ministro da Justiça para conter as manifestações violentas pode sair só depois da Copa do Mundo
Precisamos falar sobre racismo
Não admitimos, mas milhões de negros dizem que a segregação existe, com graus de sofisticação que beiram a crueldade
O Supremo fraudou a lei
Reflexão saudável sobre a possibilidade de impeachment de Joaquim Barbosa, inspirado nas lições de Nilo Batista
O LEGADO DO MENSALÃO
Com mais de 24 condenados, dentre eles a antiga cúpula do PT, julgamento deixa novas interpretações judiciais que podem mudar o futuro da Justiça brasileira
Série Diários Secretos faz 4 anos com possibilidade de prescrição de crimes
Investigação começou em 2010, mas até agora o Ministério Público não apresentou ações criminais contra dois deputados suspeitos Publicado em 16/03/2014 | EUCLIDES LUCAS GARCIA
Onze parlamentares são réus no STF
São 13 ações penais por desrespeito ao Código Eleitoral. Casos mostram as dificuldades que contribuem para a impunidade
Após 4 anos, MP é questionado sobre demora na investigação dos Diários Secretos
Pena:15 anos e 6 meses de prisão (lavagem e desvio de dinheiro e formação de quadrilha). Oito parentes de Oliveira, que participaram do esquema, foram condenados.
Os riscos da Lei Antiterrorismo
Defensores da adoção de uma lei antiterrorismo acenam com a proximidade dos eventos esportivos, mas o projeto que tramita no Senado tem diversos problemas
Preconceito - Um crime que insiste em se repetir
Para quem sente na pele – literalmente – as feridas abertas pelo racismo, o Brasil engatinha no combate à discriminação. Um projeto de lei (PL 6.418
Internação compulsória na mira do MP
A cada quatro pessoas com transtornos mentais internadas contra a vontade em 2013, três passaram por tratamento após ações judiciais

Total de Resultados: 1830

Mostrando a página 6 de um total de 183 páginas

InícioAnterior123456789101112131415PróximoFinal

  Cadastre seu email e receba as novidades do reclamando.com.br
Cadastrar | Remover