Palavra Chave:


Conheça mais
    Faça sua reclamação
    Direitos de Família
    Direito Penal
    Direito Civil
    Direito Trabalhista
    Direito do Consumidor
    Direito Previdenciário
    Polícia
    Política
    Direito Procesual Civil
    Direito Previdenciário
    Direito Processual Penal
    Sua Saúde
    Noticias
    QUEM SOMOS
Arquivos
    Publicações
    Petições


A CIDADE É SUA
DE SÃO PAULO - O leitor Paulo Sergio Mariano reclama da demora da Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo em dar...
Coluna do leitor
Paulo Freire é o teórico da pedagogia mais citado no Brasil, mas muito pouco lido e praticamente nunca aplicado.
veja mais

 

22/07/2009 - Aprovados em concurso do MP tomarão posse

O Pleno do Tribunal de Justiça de Rondônia concedeu Mandado de Segurança a duas pessoas que foram aprovadas em concurso do Ministério Público do estado, e que, após o fim do prazo legal, não foram convocadas pelo órgão. Relator de um dos processos, o juiz convocado Osny Claro de Oliveira Júnior, votou pela concessão do pedido e pela posse da servidora Rosiane Borges Cruz, aprovada para o cargo de técnica administrativa no concurso promovido em 2004 e homologado pelo MP em 2005.

A autora da ação foi classificada em 3º lugar no concurso, que oferecia cinco vagas para a Promotoria de Justiça do município de Santa Luiza do Oeste. O prazo legal para que o MP convocasse e desse posse a aprovada terminou dois anos após a homologação e foi prorrogado pela instituição. Ainda assim, Rosiane não foi chamada.

Mesmo com as alegações do Ministério Público de que há não interesse nem recursos financeiros suficientes para a contratação, a maioria do colegiado decidiu que a autora do pedido deveria tomar posse para o cargo que foi aprovada.

Caso semelhante, também foi julgado procedente no tribunal. O MP terá que dar posse a Claudinei Correia da Silva, aprovado para o cargo de oficial de diligências, no mesmo concurso em que Rosiane.

O fundamento

A decisão do Tribunal de Justiça de Rondônia baseia-se no julgamento de uma ação, no Superior Tribunal de Justiça em 2008, que mudou o entendimento jurídico sobre o tema. Decidiu-se que o candidato aprovado dentro do número de vagas do edital tem direito certo à nomeação.

A decisão foi favorável a uma candidata aprovada no concurso para oficial de Justiça no estado de São Paulo que não conseguiu tomar posse. A sentença, segundo o STJ, pode servir de orientação para tribunais de todo o país. E foi o que ocorreu em Rondônia em relação ao concurso do MP estadual.

O direito

O debate entre juízes convocados e desembargadores concentrou nas hipóteses de o pedido ser um “direito líquido e certo” ou somente uma “expectativa de direito”. O primeiro entendimento prevaleceu por conta de que esse é um dos requisitos do Mandado de Segurança, que visa proteger direito violado ilegalmente ou com abuso de poder, ou que se tenha receio de ser violado, por autoridade, seja de que categoria for e sejam quais forem as funções que exerça.

Para que seja considerado líquido e certo, o direito deve ser expresso em lei e as provas de sua existência devem acompanhar o pedido, sob pena de indeferimento, já que no Mandado de Segurança não há espaço para a produção. Com informações da Assessoria de Imprensa do Tribunal de Justiça de Rondônia.

Conjur – www.conjur.com.br

Inserida por: Dr. Espirito Santo fonte:  Revista Consultor Jurídico
Imprimir   enviar para um amigo
Juliana Paes ganha na justiça remoção de fotos publicadas
As marcas Maxblock, Cenaless e Maxburn teriam usado a imagem da atriz para a promoção de produtos para emagrecimento de forma indevida. O Facebook está recorrendo da decisão.
STF considera ilegal pagamento parcelado de precatórios
A tese do ministro foi questionada pela ministra Cármen Lúcia. "Não é porque reconhecemos que o sistema anterior era pior que poderia dar meu aval. Não seria honesto nem comigo nem com o cidadão", disse.
Jovem contaminada por HIV em transfusão é indenizada
A Procuradoria de Justiça do Estado de Santa Catarina não respondeu se vai ou não recorrer da decisão, alegando que o processo corre em segredo de Justiça.
Irmão pede na Justiça metade da fortuna bilionária do homem mais rico do Acre
A bandeira atual do Acre é recente, de 1995, e adotou o desenho da Bandeira do Estado Independente do Acre, antes de a região se tornar território federal.
Júri condena Bruno pela morte de Eliza Samudio; Dayanne é absolvida
Na quinta-feira (7), em nova declaração, alegou que sabia que Eliza ia morrer "pelas constantes agressões" de Macarrão contra a moça e "pelo fato de ter entregue dinheiro para ela", que cobrava ajuda para cuidar do bebê.
Justiça manda indenizar pai impedido de assistir parto
A sentença da 1ª Vara da Fazenda Pública de Sorocaba considera caracterizada a conduta irregular dos servidores por terem impedido um direito subjetivo, previsto em lei.
Contra a lei e o saber
Na época, os manifestantes mantiveram a Reitoria ocupada por seis dias e resistiram à ordem judicial de reintegração de posse. Os protestos reclamavam da presença da Polícia Militar no câmpus.
Relatório do TC indica que Câmara teve gastos inusitados com publicidade
O vereador Zé Maria – recentemente indicado para assumir a Secretaria Estadual da Pessoa com Deficiência – afirmou que não autorizou qualquer pagamento de matérias de promoção pessoal em qualquer jornal.
Projeto Justiça nos Bairros completa 10 anos em evento com 10 mil pessoas
A iniciativa na antiga Vara da Família vai continuar a partir de segunda-feira (18) com a instalação no local do Centro de Atendimento e Conciliação do Projeto Justiça no Bairro.
Globo tem conta bloqueada por ação envolvendo o 'BBB'
A emissora dos Marinho teve a conta bloqueada no valor de R$   180 mil, em decisão expedida pelo Tribunal de Justiça de São Paulo, na última semana.

Total de Resultados: 873

Mostrando a página 6 de um total de 88 páginas

InícioAnterior123456789101112131415PróximoFinal

  Cadastre seu email e receba as novidades do reclamando.com.br
Cadastrar | Remover