Palavra Chave:


Conheça mais
    Faça sua reclamação
    Direitos de Família
    Direito Penal
    Direito Civil
    Direito Trabalhista
    Direito do Consumidor
    Direito Previdenciário
    Polícia
    Política
    Direito Procesual Civil
    Direito Previdenciário
    Direito Processual Penal
    Sua Saúde
    Noticias
    QUEM SOMOS
Arquivos
    Publicações
    Petições


Leitora não consegue estorno de valor gasto na Panashop
Para equipar o apartamento novo, a leitora Luciana Melloni Arnone foi a uma loja Panashop do Shopping Ibirapuera. Ela...
LEITORA DIZ QUE KALUNGA NÃO CONSERTA IMPRESSORA
Silviane Ripper conta que a empresa Kalunga se recusa a receber uma impressora comprada em uma de suas lojas que...
veja mais

 

06/04/2008 - SEGURADOS FACULTATIVOS

SEU DIREITO - SEGURADOS FACULTATIVOS

A pessoa desempregada, que não exerce nenhuma atividade e deseja começar a recolher o INSS, deve cumprir quantos anos de contribuição para se aposentar por tempo de contribuição?

 

O cidadão desempregado apto ao trabalho, assim como os demais segurados, deve contribuir para fazer jus a algum benefício da Previdência Social. Enquadram-se nesta categoria as pessoas que deixaram de exercer atividade remunerada e estão sem trabalhar (ex-empresários, ex-autônomos, ex-empregados, entre outros) e a dona de casa sem empregados, o estudante, entre outros.

 

São os chamados segurados facultativos, que devem necessariamente efetuar os recolhimentos em dia, sob pena de não computá-los para efeito de carência se pagos em atraso.

 

O recolhimento terá como base de cálculo o valor a partir de um salário mínimo até o teto de dez salários-de-contribuição, conforme estabelecido pelo INSS. O valor do benefício requerido será calculado da mesma forma que é feito para todos os segurados.

 

Para aposentar-se por tempo de contribuição, é necessário que o segurado facultativo homem tenha contribuído por 35 anos ao INSS, e a mulher, por 30 anos. Nestes casos, não é necessário que a obreira tenha completado 48 anos de idade ou que o segurado do sexo masculino possua 53 anos, bastando apenas que tenha o tempo de serviço/contribuição necessário e a carência mínima exigida por lei.

 

Os segurados que trabalharam anteriormente e contribuíram para o INSS podem também somar este tempo, para juntamente com o período contribuído como segurado facultativo, implementar as condições para a aposentadoria.

 

Para ter direito à aposentadoria por tempo de contribuição proporcional, o segurado facultativo que possuir, até 16 de dezembro de 1998, mais de 30 anos de contribuição se for do sexo masculino, ou mais de 25 anos caso seja do sexo feminino, pode aposentar-se proporcionalmente independentemente do requisito da idade mínima.

 

As pessoas que atingiram este tempo a partir de 16 de dezembro de 1998 devem ter completado a idade mínima de 53 anos (homem) e 48 anos (mulher), e ainda terão um acréscimo de 40% no tempo de contribuição faltante após esta data para a concessão da aposentadoria proporcional.

 

Fábio Antonio da Silva Martin, advogado

 

servico@folhadelondrina.com.br

____________________________________________________________________

Folhad e Londrina - 05.04.208

 

 

Inserida por: Dr. Espirito Santo fonte:  Folha de Londrina
Imprimir   enviar para um amigo
SUS inclui remédio que previne doenças respiratórias em lista de distribuição gratuita
A decisão foi publicada no Diário Oficial da União de hoje (3) e o ministério terá prazo de 180 dias para disponibilizar o remédio no SUS.
Governo desiste de taxar aposentados para cobrir rombo previdenciário
A coordenadora do Fórum de Entidades Sindicais do Paraná, Marlei Fernandes, considerou positiva a decisão do governo. Mas voltou a cobrar um tempo maior para que o funcionalismo analise a proposta.
Servidor pagará mais para tapar rombo da previdência
Grande parte do déficit se deve a aportes financeiros que deixaram de ser feitos ao longo dos últimos anos pelo governo estadual, que deveria contribuir com o mesmo valor pago pelos servidores.
Sindicalistas prometem pressionar Congresso por fim do fator previdenciário
Veja a matéria completa no link: http://www1.folha.uol.com.br/mercado/1187631-sindicalistas-prometem-pressionar-congresso-por-fim-do-fator-previdenciario.shtml
Benefícios do Bolsa Família aumentam mais de quatro vezes em nove anos
O programa, criado pela Medida Provisória 132, completa neste sábado (20) nove anos e é o resultado da junção do Bolsa Escola, do auxílio-gás e do Cartão Alimentação em um só benefício.
Bolsa Família em queda no Paraná
Para Jucimeri Isolda Sil­­veira, professora de Ser­­viço Social na Pontifícia Uni­­versidade Católica do Pa­­raná (PUCPR), as buscas já têm lugar para começar.
A aposentadoria dos deputados e a dissimulação
Entretanto, um grupo de deputados se movimenta para desengavetá-lo. Não há mistério sobre as razões desse repentino movimento:
reforma da previdência
para ler a matéria na íntegra, clique no título
Déficit da Previdência sobe 19% e soma R$   4,9 bilhões No mês passado, o governo obteve uma arrecadação líquida de R$   22,534 bilhões com contribuições
A Previdência Social registrou em agosto déficit de R$   4,936 bilhões - crescimento real (descontada a inflação) de 19,3% em relação ao mesmo período de 2011.
O salário-maternidade concedido ao homem
Por fim, deve-se chamar a atenção para a atual tendência mundial de equiparação entre as licenças maternidade e paternidade, evitando a distinção entre os sexos.

Total de Resultados: 353

Mostrando a página 4 de um total de 36 páginas

InícioAnterior12345678910111213PróximoFinal

  Cadastre seu email e receba as novidades do reclamando.com.br
Cadastrar | Remover