Palavra Chave:


Conheça mais
    Faça sua reclamação
    Direitos de Família
    Direito Penal
    Direito Civil
    Direito Trabalhista
    Direito do Consumidor
    Direito Previdenciário
    Polícia
    Política
    Direito Procesual Civil
    Direito Previdenciário
    Direito Processual Penal
    Sua Saúde
    Noticias
    QUEM SOMOS
Arquivos
    Publicações
    Petições


Perturbação do sossego alheio
Conheceu: site de busca Reclamação: Preciso com urgência de um telefone ou contato que eu possa denunciar um bar por...
Crise reacende debate sobre o fim do Senado
A crise que se estabeleceu no Senado, envolvendo o presidente da Casa, José Sarney (PMDB-AP), há quase seis meses...
veja mais

 

07/06/2010 - Aposentadorias especiais

O governo Lula enviou um projeto de lei ao Congresso Nacional concedendo um auxílio mensal de até R$   3.416,54 e uma premiação de R$   100 mil aos jogadores campeões das Copas do Mundo de 1958, 1962 e 1970, alegando que em outras Copas os jogadores já podiam usufruir de ganhos maiores no exterior e no Brasil. Medida injusta e demagógica, pois, embora esses jogadores sejam ídolos eternos do país do futebol e do carnaval, outros cidadãos que contribuíram muito para o desenvolvimento do Brasil, também merecem ser agraciados com esse tipo de medida, se a sociedade pudesse arcar com os custos delas.

Há um número enorme de participantes vitoriosos em olimpíadas que passam por dificuldades; muitos operários que construíram Brasília, orgulho dos brasileiros; donas de casa que deram a própria vida formando cientistas, doutores, professores e tantos outros que nada possuem e que não receberam nada dos governantes de plantão. Essa parece ser uma medida oportunista, eleitoreira e altamente demagógica que fere o princípio constitucional da igualdade de todos perante a lei.

Não cabe aqui questionar os méritos desses grandes e valorosos campeões do mundo que fizeram muito pelo engrandecimento do país, cabe porém questionar a validade dessa medida, a oportunidade e as exclusões injustas que ela provoca no seio da comunidade desportiva e da sociedade em geral.

É lamentável que esse tipo de pensamento chegue às Casas de Leis do país, onde se deve pensar no futuro das novas gerações e no desenvolvimento do Brasil, na liberdade de expressão de pensamento e nos geradores de novos empregos para os brasileiros. Existem famílias morando em favelas horríveis com barracos feitos em cima dos depósitos de lixo. Onde estão os governantes? Onde estão os religiosos? Onde estão as ONGs e demais entidades? Afinal, este é um país para todos ou para os compadres dos poderosos e das elites dominantes?

SERVIO BORGES DA SILVA é advogado em Londrina

Folha de Londrina – 03-06-2010

Inserida por: Dr. Espirito Santo fonte:  Folha de Londrina
Imprimir   enviar para um amigo
Previdência social - INSS decide entrar na Justiça contra quem causou acidente
O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) quer reaver valores gastos em benefícios previdenciários para vítimas de acidentes de carro causados por motoristas que desrepeitaram a legislação de trânsito. Até outubro, o instituto deve começar a entrar com
Planos de Saúde - MP quer barrar reajuste para idoso em todo o PR
O Ministério Público do Paraná (MP-PR) estuda a instauração de uma ação civil pública de âmbito estadual para proibir as operadoras de planos de saúde que atuam no Paraná de aplicarem reajuste de mensalidade em função da mudança de faixa etária para usuár
Aposentadorias da União - Corte nos benefícios - Revolução na previdência pública
A aposentadoria dos servidores federais está prestes a passar pela maior mudança de sua história. Na última semana, o governo federal deu um grande passo para implantar as novas regras ainda neste ano, com o objetivo de sanar o déficit da previdência públ
Trabalho - INSS pode dispensar perícia para conceder auxílio-doença
O Ministério da Previdência Social estuda conceder o auxílio-doença – benefício para segurados afastados do trabalho por mais de 15 dias por doença ou acidente – sem a necessidade de o trabalhador passar por uma perícia médica no Instituto Nacional do Seg
O processo de desaposentação é legítimo e não exige a restituição ao INSS dos valores recebidos
PARA LER A MATÉRIA NA ÍNTEGRA, CLIQUE NO TÍTULO
O fator previdenciário
PARA LER A MATÉRIA NA ÍNTEGRA, CLIQUE NO TÍTULO
A aposentadoria e o fator previdenciário
Todos os trabalhadores com contrato de trabalho em regime celetista anseiam por uma aposentadoria digna. Entretanto, em 1998, com o início das alterações de concessão da aposentadoria, foi instituído o fator previdenciário, uma fórmula complexa que result
Previdência - Aposentado deve provar que está vivo
Os aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) serão convocados pelos bancos onde recebem o benefício a fazer a comprovação de que estão vivos. O Ministério da Previdência divulgou comunicado ontem para informar que os segurad
Privilégios previdenciários - Eleitor condena pensão especial para políticos, mas não para si
Menos de 11% dos eleitores curitibanos dizem achar justo que os ex-governadores recebam aposentadorias especiais após o encerramento de seus mandatos. No entanto, mais da metade (53%) aceitariam receber o benefício caso tivessem direito ou ao menos cogita
Aposentadoria - Fator previdenciário pode dar lugar à idade mínima
Embora a presidente Dilma Rousseff tenha avisado a interlocutores que não pretende comprometer seu capital político ao propor uma ampla reforma no sistema nacional de aposentadorias, a ideia do fim do fator previdenciário voltou à cena. Mas, agora, com um

Total de Resultados: 353

Mostrando a página 9 de um total de 36 páginas

InícioAnterior123456789101112131415161718PróximoFinal

  Cadastre seu email e receba as novidades do reclamando.com.br
Cadastrar | Remover