Palavra Chave:


Conheça mais
    Faça sua reclamação
    Direitos de Família
    Direito Penal
    Direito Civil
    Direito Trabalhista
    Direito do Consumidor
    Direito Previdenciário
    Polícia
    Política
    Direito Procesual Civil
    Direito Previdenciário
    Direito Processual Penal
    Sua Saúde
    Noticias
    QUEM SOMOS
Arquivos
    Publicações
    Petições


Ônibus e interesses
Mesmo que o projeto do metrô (cuja suspensão foi anunciada ainda antes de Fruet assumir a prefeitura) seja retomado, o...
Coluna do Leitor
A implantação do Sistema Paranaense de Monitoramento de Veículos contribuirá para a segurança do trânsito (Gazeta,...
veja mais

 

23/08/2012 - Existe ganhos financeiros após a aposentadoria?

Existe ganhos financeiros após a aposentadoria?

Segundo consultor financeiro, existe sim e ainda dá para lucrar desde que haja planejamento.

Existe vida financeira após a aposentadoria? /ThinkStock

Se aposentar depois de uma vida de anos com uma rotina profissional intensa é um alívio, mas deixa aquela pergunta no ar: existe vida após a aposentadoria? Dá para aumentar os ganhos após pendurar os saltos? "Aposentar-se não deve ser encarado como final de vida e sim como início de uma nova fase. Parar de trabalhar e ter uma aposentadoria feliz significa viver dos ganhos de reservas acumuladas ao longo da vida", explica Reinaldo Domingos, educador, terapeuta financeiro e presidente do Instituto DSOP de Educação Financeira.

Mas para isso acontecer, alerta o educador, é preciso mudar a forma de pensar principalmente para as mulheres que, no passado, eram dependentes do marido e hoje assumiram um lugar de destaque no mercado de trabalho, mas que ainda precisam aprender a fazer reservas e perceber que o importante não é a idade, mas o "estado de espírito". "O tempo é um grande aliado para uma aposentadoria sustentável e deve ser usado para alcançar a sustentabilidade financeira", ressalta Reinaldo.

Ativas, mesmo aposentadas

Continuar na ativa mesmo após a aposentadoria, sem perder o sossego, é um desejo de boa parte das pessoas. Mas é preciso, antes de tudo, saber se o valor recebido mensalmente da aposentadoria é um valor que garante a qualidade de vida desejada. "Se sim, a decisão de continuar trabalhando ou não fica muito mais tranquila. Caso haja a necessidade, como acontece com mais de 99% dos aposentados pelo INSS, a situação se reverte porque não se trata de uma escolha e sim de uma necessidade", observa Reinaldo.

Neste caso, o educador recomenda que mesmo que você continue a trabalhar, comece imediatamente a poupar. Para isso, é preciso diagnosticar sua situação financeira, definir os sonhos e cortar gastos. "Nunca é tarde para começar. É importante se preparar para se ter uma aposentadoria sustentável e digna. Temos que adquirir o hábito de poupar parte do dinheiro que passa por nossas mãos para uma qualidade de vida sustentável no futuro", garante.

Nada de investimentos de riscos

Dá para não perder dinheiro mesmo aposentada? É perfeitamente possível se respeitar o padrão de vida que levava, não gastando mais do que recebe e, ainda, se tiver uma reserva financeira. Outra dica do consultor é que você evite investir reservas de dinheiro ganhas e acumuladas durante anos em negócios de risco. Não se esqueça de que dinheiro guardado para uma aposentadoria sustentável não pode ser arriscado, por isso, todo cuidado é pouco. Outra coisa que não pode ocorrer é que este dinheiro não deve ser emprestado.

Autonomia financeira

As mulheres vêm alcançando posições significativamente importantes no mercado de trabalho e, com isso, administram melhor seus ganhos. É preciso se preparar para a aposentadoria. Quanto às mulheres que não trabalham fora de casa, é preciso tomar uma decisão e dar início a um plano de aposentadoria, seja contribuindo para uma previdência privada, seja fazendo outros investimentos que garantirão uma remuneração mensal que possa dar a ela autonomia financeira quando resolver curtir a vida. "É imprescindível garantir uma renda digna mensal para garantir uma qualidade de vida que possa proporcionar a prosperidade e sustentabilidade financeira", explica.

Aplicações são importantes

Para uma garantir a sustentabilidade financeira após aposentadoria, o melhor é aplicar em tesouro direto, previdência privada ou em ambos os investimentos. "É recomenado estar acompanhada de um profissional de investimentos, sempre pesquisar no mínimo em três grandes instituições financeiras e fazer sempre uma análise anual", ressalta Reinaldo. O dinheiro não aceita desaforo, acompanhar os rendimentos é imprescindível para conservar a saúde financeira. Portanto, para qualquer que seja o investimento, tem sempre que ter objetivos e sonhos atrelados ao mesmo

Inserida por: Dr. Espirito Santo fonte:  MSN
Imprimir   enviar para um amigo
ATENDIMENTO: INSS reduz Tempo Médio de Espera no Agendamento em vários estados
Amazonas registrou redução de 64% no TMEA em 12 meses
A inconstitucionalidade da responsabilidade solidária imputada aos sócios e administradores das empresas por débitos previdenciários
Como é sabido, por existir evidente distinção entre a pessoa jurídica e a pessoa física dos seus sócios e administradores, o Código Tributário Nacional prevê que os administradores da pessoa jurídica só poderão ser responsabilizados por débitos exigidos d
AUXÍLIO RECLUSÃO, SEGURADO QUE NUNCA CONTRIBUIU PARA A PREVIDÊNCIA
Para visualizar o conteúdo desta matéria clique sobre o título da mesma.
PERDA DA CONDIÇÃO DE SEGURADO DA PREVIDÊNCIA
Para visualizar o conteúdo do texto clique sobre o seu título
Aposentados até 2003 podem receber diferença no benefício
Baseados na decisão a uma pessoa de Sergipe, o Supremo Tribunal Federal (STF) liberou os juízes para decidirem da mesma forma em ações de aposentados que reclamam de duas medidas do INSS que achataram os benefícios, uma de 1998 e outra de 2003. Portanto,
STJ determina fim da greve de médicos peritos do INSS
O ministro Humberto Martins, da Primeira Seção do Superior Tribunal de Justiça (STJ), determinou hoje o retorno ao trabalho dos médicos peritos do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Martins reconsiderou decisão liminar anteriormente tomada e ente
SEU DIREITO - PREVIDÊNCIA
O Brasil assinou um tratado com o Japão, compartilhando as contribuições previdenciárias. Isso significa que as pessoas que trabalharam e contribuíram no país asiático podem se utilizar de tal tempo de contribuição para obter os benefícios da Previdência
A solução da previdência brasileira é moleza
Vamos lá. Na previdência dos servidores públicos só há uma saída: a capitalização dos regimes próprios. Sem possibilidade de aumentos expressivos do número de servidores – pela não necessidade, já que o Estado brasileiro deve se limitar às atividades esse
Sem soluções para desarmar a bomba-relógio da previdência
Uma “bomba” chamada fundo previdenciário está armada no Paraná. É alimentada pela falta de repasses do governo do estado. O déficit já chega à casa do bilhão e continua aumentando ano a ano. Se não for desarmada, pode comprometer os pagamentos das futuras
Dois benefícios
PARA VISUALIZAR A MATÉRIA NA ÍNTEGRA, CLIQUE NA MANCHETE DA MESMA

Total de Resultados: 353

Mostrando a página 10 de um total de 36 páginas

InícioAnterior12345678910111213141516171819PróximoFinal

  Cadastre seu email e receba as novidades do reclamando.com.br
Cadastrar | Remover