Palavra Chave:


Conheça mais
    Faça sua reclamação
    Direitos de Família
    Direito Penal
    Direito Civil
    Direito Trabalhista
    Direito do Consumidor
    Direito Previdenciário
    Polícia
    Política
    Direito Procesual Civil
    Direito Previdenciário
    Direito Processual Penal
    Sua Saúde
    Noticias
    QUEM SOMOS
Arquivos
    Publicações
    Petições


Miguel Srougi: Depredando a saúde da nação
Presidente, termino pedindo desculpas pela minha insolência. Você, que é digna e tem história, não pode tergiversar...
Reclamação contra o Prefeito Silvinho Piccoli de Santana do Parnaíba
Reclamação: Gostaria de dizer que nós moradores do bairro refugio dos bandeirantes em Santana de Parnaíba , estamos...
veja mais

 

06/02/2009 - Atribuições do juiz criminal serão divididas

Publicado em 05/02/2009 | João Natal Bertotti

Os juízes criminais estão a um passo de deixar de interferir nos inquéritos policiais, que serão conduzidos somente pela polícia, com controle do Ministério Público. O trabalho que eles fazem atualmente será repassado a outro magistrado, possivelmente da mesma vara, chamado de “juiz garantia”. Dessa forma, um cuidaria dos procedimentos ao longo do inquérito e outro faria apenas o julgamento. A ideia é da comissão externa de juristas do Senado que ajuda a elaborar um novo Código de Processo Penal (CPP).

A figura do juiz de garantia, que produz as provas que antecedem à ação penal, existe na Espanha e em alguns países da América Latina. A mudança é uma das previstas para modernizar e atualizar o Código de Processo Penal (CPP), que é de 1941. O esboço do anteprojeto deverá ser apresentado no fim do mês que vem e passará por consulta pública – ainda não se sabe o impacto da medida e se haverá necessidade de mais juízes. O texto final deve ser entregue em agosto, para ser votado no Congresso Nacional.

Segundo o jurista paranaense Jacinto Nelson de Miranda Coutinho, integrante da comissão, a meta é cumprir com a Constituição: a polícia se responsabiliza pela investigação e o Ministério Público pelo controle externo. O juiz não deve interferir no inquérito, a não ser para decidir sobre questões que digam respeito a direitos e garantias individuais. “Não cabe ao juiz produzir provas, mas recebê-las produzidas”, afirmou.

Para o consultor legislativo do Senado Fabiano Augusto Martins Silveira, outro integrante da comissão, a grande vantagem do juiz de garantia é que o juiz do processo vai ficar desobrigado de validar as provas colhidas na fase do inquérito, como a autorização de interceptações telefônicas e o decreto de prisões.

Outras mudanças

Entre as alterações propostas com o novo código estão a extinção da prisão especial para pessoas com nível superior, com exceção de autoridades, e a limitação do prazo máximo para as prisões preventivas, bem como as circunstâncias em que ela pode ser utilizada.

A comissão também pretende acabar com a possibilidade de qualquer pessoa entrar na Justiça com uma ação penal para exigir reparos por se sentir injuriada ou caluniada, como ocorre hoje. A vontade dos juristas é que o Ministério Público atue como um filtro nesses casos, decidindo se a ação tem consistência ou não.

Gazeta do Povo – 05-02-2009

Inserida por: Dr. Espirito Santo fonte:  Gazeta do Povo
Imprimir   enviar para um amigo
Direito de presença nas audiências: STF viola CADH
O direito de o réu se defender pessoalmente compreende também o direito de presença (direito de estar fisicamente presente, de forma direta ou remota, o que se tornou possível por meio da videoconferência) durante todo processo, mas, sobretudo, nas audiên
Devido processo administrativo “versus” devido processo criminal
Não se pode confundir o devido processo administrativo (ou disciplinar) com o devido processo criminal. Naquele apura-se uma infração administrativa (que só possibilita sanções administrativas
O CPP e a Lei Maria da Penha
O CÓDIGO de Processo Penal vigente, de 1941, encontra-se, em vários sentidos, em descompasso com a atual realidade jurídica e sociocultural do país. A comissão de juristas que elaborou o anteprojeto de reforma do CPP no Senado Federal, apresentado como pr
STF confirma poder de investigação do MP
Já conta com vários anos a polêmica sobre se o Ministério Público pode ou não presidir investigação criminal. Foi por meio do Inquérito 1968-DF que o assunto entrou em pauta no Pleno do
Reflexões sobre o Promotor investigador e perspectivas de reforma do Processo Penal
Cotejando-se a dignidade da pessoa humana como premissa central do sistema jurídico de cunho democrático e considerando-se o fracasso do inquérito policial, não há dúvidas sobre a tendência das legislações contemporâneas em atribuir ao Ministério Público
STF limita prazo para autoridade depor
O STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu limitar em 30 dias o prazo para que autoridades arroladas como testemunhas em ações penais - a do mensalão, por exemplo- usem a prerrogativa de marcar data e local para serem ouvidas. Se durante esse prazo as teste
STF decide que MP pode fazer investigações criminais
São Paulo - A 2.ª Turma de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu que o Ministério Público (MP) tem competência para realizar investigações criminais, por sua iniciativa e sob sua direção, para formar convicção sobre determinado delito – desd
Prisão especial: quem tem direito?
Discutida desde 1937, quando foi instituida como o artigo 295 do Código de Processo Penal, a prisão especial é um tema controverso. Em abril deste ano, a Comissão de Justiça do Senado aprovou a extinção do benefício que, no último dia 12 de agosto, também
Qual a razão da pergunta?
O interrogatório do acusado é considerado uma cerimônia de autodefesa. Ninguém é obrigado a produzir provas contra seus interesses ou a confessar de forma não espontânea. Torturas físicas ou psicológicas, nas suas mais variadas modalidades, são considerad
Ação penal. Denúncia...
Ação penal. Denúncia. Rejeição pelo juízo de primeiro grau. Recebimento em recurso em sentido estrito. Repúdio ao fundamento da decisão impugnada. Acórdão carente de fundamentação sobre os outros aspectos da inicial. Nulidade processual caracterizada. Não

Total de Resultados: 216

Mostrando a página 7 de um total de 22 páginas

InícioAnterior12345678910111213141516PróximoFinal

  Cadastre seu email e receba as novidades do reclamando.com.br
Cadastrar | Remover